Desporto

Nadador australiano recusa-se a partilhar o pódio com rival chinês

Mark Schiefelbein

Conflito entre os dois atletas já dura há vários anos.

O nadador australiano Mack Horton recusou-se a subir ao pódio e a tirar fotografias com o rival chinês Sun Yang. Os desentendimentos entre os dois atletas olímpicos remontam já aos jogos olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, onde Horton acusou o colega de recurso ao doping.

Na altura, o australiano saiu vitorioso, mas nos últimos anos Sun Yang tem levado a melhor, ao conquistar o seu quarto título mundial consecutivo.

Este domingo, no Campeonato Mundial de Desportos Aquáticos, na Coreia do Sul, a dupla defrontou-se nos 400 metros de estilo livre de natação. O atleta chinês venceu a medalha de ouro, deixando mais uma vez para trás o rival.

"Desrespeitar-me foi normal, mas desrespeitar a China foi uma infelicidade. Eu sinto muito por isso.", disse Sun Yang no final da competição à BBC.

Em 2014, o nadador chinês foi suspenso por três meses depois de um teste antidoping ter dado positivo. Na altura, alegou que estava a tomar medicação para o coração.

Ultimamente, o atleta tem enfretado novas alegações de violação dos protocolos de doping. Sun disse que "está ciente dos rumores", mas que quer continuar a esforçar-se nas competições.