Desporto

Espérance de Tunis declarado vencedor da Liga dos Campeões africana

(Arquivo 2018)

Hassene Dridi

A final chegou a ser interrompida na sequência de um golo anulado ao adversário, o Wydad Casablanca.

O Espérance de Tunis foi esta quarta-feira declarado vencedor da Liga dos Campeões africana pela Confederação de futebol daquele continente (CAF), depois de a final ter sido interrompida na sequência de um golo anulado ao adversário, o Wydad Casablanca.

A decisão do organismo que rege o futebol africano faz com que a formação tunisina revalide o título da competição, face à recusa do clube marroquino em prosseguir o encontro da segunda mão, em 31 de maio, o que lhe valeu uma multa no valor de 17.850 euros.

No Estádio Olímpico de Radès, na Tunísia, numa altura em que o Espérance vencia em casa por 1-0, o conjunto marroquino chegou ao empate, mas o árbitro Bakary Gassama, da Gâmbia, anulou o golo dos visitantes, por alegado fora de jogo, e não consultou o sistema de videoárbitro, que não estaria a funcionar.

Os jogadores do Wydad contestaram a decisão e recusaram-se a reatar o jogo, que esteve interrompido durante hora e meia, antes de o árbitro o dar por terminado.

Em 05 de junho, a CAF tinha anunciado que o jogo em questão iria ser repetido e que o resultado verificado na primeira mão (1-1), em Marrocos, seria mantido, contudo acabou por sofrer um revés decisivo.

Lusa

  • Os tsunamis que arrasaram a Ásia em 2004 e 2011
    25:20