Desporto

Serena, Federer e Wawrinka seguem para a segunda ronda do US Open

JUSTIN LANE

A norte-americana Serena Williams procura conquistar o 24.º torneio do Grand Slam.

Os tenistas suíços Roger Federer e Stan Wawrinka acederam na última madrugada à segunda ronda do US Open, quarto major da temporada, tal como a norte-americana Serena Williams, que procura conquistar o 24.º torneio do Grand Slam.

Serena Williams e a russa Maria Sharapova protagonizaram o encontro mais esperado da ronda inaugural, dada a longa e mediática rivalidade. Aos 17 anos, a russa havia batido a norte-americana na final de Wimbledon de 2004 e viria a repetir, no mesmo ano, a proeza nas Finais WTA. Desde então, nunca mais conheceu o sabor da vitória diante da adversária.

Na última madrugada, os dados estatísticos dilataram a vantagem no confronto direto (20-2) de Serena Williams, que, aos 37 anos, eliminou Maria Sharapova (87.ª WTA) por duplo 6-1, em menos de uma hora de encontro no Arthur Ashe Stadium.

"Sinto que o jogo dela encaixa perfeitamente contra o meu. Sempre disse que não sei como a bola dela bate na minha zona de ataque. Não sei? É perfeito para mim", explicou Serena Williams.

Ultrapassada a russa e campeã do US Open em 2006, que aos 32 anos tem sentido dificuldades para voltar competitiva ao circuito, devido a algumas lesões, Serena Williams (oitava no ranking WTA) prossegue a sua caminhada rumo à tentativa de conquistar o 24.º título do Grand Slam (sétimo em Nova Iorque) frente à compatriota Catherine McNally (121.ª do circuito), que recebeu um 'wild card' e bateu na estreia a húngara Timea Bacsinszky, por 6-4 e 6-1.

Tal como a vice-campeã de 2018, que não vence nenhum torneio desde que foi mãe em 2017, a ucraniana Elina Svitolina (quinta do mundo) também passou com distinção no primeiro teste, ao eliminar a norte-americana Whitney Osuigwe (109.ª), por 6-1 e 7-5.

Na competição masculina, Roger Federer, número três mundial e pentacampeão do major norte-americano, ainda perdeu um parcial para o indiano Sumit Nagal (190.º), com quem nunca havia jogado, mas conseguiu dar a volta e assegurar a qualificação para a fase seguinte, por 4-6, 6-1, 6-2 e 6-4.

Após o triunfo em duas horas e 30 minutos ante o jovem de 22 anos, o suíço vai defrontar o bósnio Damir Dzumhur (99.º da hierarquia ATP), que afastou o francês Eliot Benchetrit também em quatro ´sets', com parciais de 4-6, 6-2, 6-3 e 6-0.

Assim como o compatriota Federer, à procura do 21.º troféu do Grand Slam em Flushing Meadows, Stan Wawrinka não teve igualmente uma estreia totalmente tranquila.

Diante o jovem italiano Jannik Sinner (137.º ATP), de 18 anos, o campeão do US Open de 2016 cedeu um parcial e teve de jogar um quarto para levar de vencida o adversário, por 6-3, 7-6 (7-4), 4-6 e 6-3, em praticamente três horas de encontro.

O próximo desafio de Wawrinka, 24.º colocado no ranking mundial, será contra o francês Jeremy Chardy, responsável pela derrota do polaco Hubert Hurkacz em cinco 'sets', com parciais de 3-6, 6-3, 6-7 (6-8), 6-1 e 6-4.

Lusa