Desporto

Bélgica é a primeira seleção apurada para a fase final do Euro 2020

Francois Lenoir

Os belgas vão cumprir a sexta presença, e segunda consecutiva, na fase final do Europeu.

A Bélgica tornou-se esta quinta-feira a primeira seleção a garantir um lugar na fase final do Europeu de futebol de 2020, ao golear em casa São Marino por 9-0, em encontro do Grupo I de qualificação.

Romelu Lukaku (28 e 41 minutos), que atingiu e ultrapassou a meia centena de golos pelos belgas, Nacer Chadli (31), Cristian Brolli (35, na própria baliza), Toby Alderweireld (43), Youri Tielemans (45+1), Christian Benteke (79), Yari Verschaeren (84, de penálti) e Timothy Castagne (90) selaram o triunfo dos belgas.

Os comandados do espanhol Roberto Martínez somaram o sétimo triunfo em sete jogos, para um total de 21 pontos, contra 18 da Rússia, 10 do Cazaquistão, sete do Chipre, seis da Escócia e nenhum de São Marino, com três rondas por disputar.

Os belgas vão cumprir a sexta presença, e segunda consecutiva, na fase final do Europeu, depois do terceiro lugar em 1972, da final perdida em 1976, de terem ficado na fase de grupos em 1984 e 2000 e da eliminação nos quartos de final em 2016.

Contando os Mundiais, os 'diabos vermelhos' vão cumprir a quarta fase final consecutiva, sendo que finalizaram o último campeonato do Mundo no terceiro lugar, na Rússia, em 2018.

Os dois primeiros de cada um dos 10 agrupamentos qualificam-se para a fase final, enquanto as restantes quatro vagas sairão dos 'play-offs', a disputar pelos quatro melhores classificados de cada uma das quatro ligas da primeira edição da Liga das Nações que não conseguirem o apuramento direto.

A fase final do Europeu de 2020 realiza-se de 12 de junho a 12 de julho, em 12 cidades, de 12 países.

Lusa

  • Entregues à sorte (Episódio I)
    Grande Reportagem

    Grande Reportagem

    No Jornal da Noite

    Durante 50 anos a base das Lajes foi o cais de embarque de muitas crianças açorianas dadas pelos pais biológicos a casais norte-americanos colocados na ilha Terceira. Nascidos em famílias pobres e/ou numerosas, sem meios para sustentar mais uma boca, mais um corpo para vestir e calçar, os filhos mais novos eram geralmente os sacrificados.

    Hoje, no Jornal da Noite

    Amélia Moura Ramos