Desporto

Federação inglesa alarga prazo para Bernardo Silva se defender das acusações de racismo

PETER POWELL

Federação de futebol acusa o jogador português de conduta imprópria.

A Federação Inglesa de Futebol alargou o prazo para que Bernardo Silva se possa defender da acusação de racismo. O internacional português tem agora até ao dia 21 de outubro, quando o prazo inicial era a 9 deste mês.

Bernardo Silva está a ser acusado de conduta imprópria depois de ter feito uma publicação no Twitter sobre o companheiro de equipa Benjamim Mendy.

A Federação Inglesa de Futebol alega que que os comentários constituíam uma violação agravada dos códigos de conduta, por "incluir referência, expressa ou implícita, à raça e/ou cor e/ou origem étnica".