Desporto

Mar de Peniche deixa elite mundial do surf em terra

A surfista australiana a fazer o aquecimento paasa a etapa portuguesa do circuito mundial de surf deste surf, mas o estado do mar obrigou a organização a adiar a chamada para domingo

CARLOS BARROSO

Dia de espera na competição, na Praia dos Supertubos perante as condições do mar que marcaram nova chamada para amanhã.

CARLOS BARROSO

A etapa portuguesa do circuito mundial de surf cumpre hoje um dia de espera na competição, na Praia dos Supertubos, em Peniche, depois de terem sido conferidas as condições do mar pela organização, que marcou nova chamada para domingo.

A decisão da Liga Mundial de Surf (WSL, na sigla inglesa) sobre o recomeço do Meo Rip Curl Pro, no quadro feminino e masculino, vai ser tomada pelas 08:00 de domingo, com o possível início da ação agendado para as 08:35.

A disputa pelo título de campeão do mundo de surf continua acesa, depois de o segundo dia de competição em Peniche (sexta-feira), com a realização das repescagens feminina e masculina, e com a terceira ronda dos homens, que ditou que os principais perseguidores do brasileiro, e líder do ranking mundial, Gabriel Medina, avançassem na prova.

Os cinco atletas que estão no encalce de Medina são Filipe Toledo (Brasil), Jordy Smith (África do Sul), Ítalo Ferreira (Brasil), Kolohe Andino (Estados Unidos) e Kanoa Igarashi (Japão).

Os três portugueses em prova, Frederico Morais, Vasco Ribeiro e Miguel Blanco, foram eliminados na terceira ronda do Meo Rip Curl Pro Portugal.

  • Reis de Espanha em visita polémica a Havana
    1:24

    Mundo

    Na justificação oficial, esta visita destina-se a estreitar os laços económicos e financeiros entre os dois países. Uma viagem polémica, tanto para espanhóis como para cubanos.