Desporto

Manchester City vai poder jogar nas provas europeias 

Tribunal Arbitral do Desporto levanta suspensão aplicada pela UEFA 

O clube tinha sido punido com um castigo de dois anos sem jogar nas provas da UEFA por alegadamente ter violado as regras do fair-play financeiro.

O tribunal entende que o Manchester City não mascarou as contas, mas entende que obstruiu as investigações da UEFA e, por isso, impôs uma multa aos citizens de 10 milhões de euros.

Tribunal anula castigo

Os citizens foram banidos em 14 de fevereiro, após a UEFA fechar o processo por concluir que existiram "quebras significativas" das leis do fair-play financeiro estabelecidas pelo organismo de cúpula do futebol europeu, nomeadamente através da sobrevalorização das receitas de patrocínios entre 2012 e 2016.

A investigação arrancou de forma oficial em março de 2019 e teve por base uma série de documentos publicados pelo Football Leaks, do português Rui Pinto, entretanto detido em Portugal e a aguardar julgamento em prisão domiciliária, divulgados pela revista alemã Der Spiegel em novembro de 2018.