Desporto

Tenista com teste positivo à Covid-19 no torneio feminino de Palermo

Kevin Lamarque

Organização garantiu que a realização do torneio, que começa a 3 de agosto, não está em risco.

Uma jogadora do circuito WTA testou positivo à Covid-19 e foi retirada do torneio de Palermo, que marca o regresso do ténis mundial, após cinco meses de paragem devido à pandemia, anunciou hoje a organização.

Em comunicado, a WTA não divulgou a identidade da jogadora infetada, mas garantiu que a realização da prova italiana, que arranca oficialmente em 3 de agosto (começaram hoje os jogos de qualificação) não está em causa.

"Houve uma jogadora que testou positivo para a covid-19 e, consequentemente, desistiu do torneio. A tenista não apresenta qualquer sintoma e foi colocada em isolamento, de acordo com o protocolo. Todos aqueles que estiveram em contacto vão ser submetidos a novos testes", explicou a WTA.

O torneio de Palermo assinala o regresso do ténis mundial, parado desde março devido ao surto do novo coronavírus.

Circuito masculino retorna em meados de agosto, com o torneio de Washington

A pandemia de Covid-19 já provocou mais de 680 mil mortos e infetou mais de 17,6 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.737 pessoas das 51.310 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.