Desporto

Jesus confiante para o jogo frente ao PAOK: "Esta pressão diz-me alguma coisa? Zero"

TIAGO PETINGA

Técnico tem a ambição de chegar à fase de grupos da Liga dos Campeões.

A equipa de Jorge Jesus joga esta terça-feira, na Grécia, com o PAOK a terceira pré-eliminatória para a Liga dos Campeões

Jorge Jesus está confiante para o jogo e mostrou a ambição de chegar à fase de grupos da Liga dos Campeões, recusando qualquer tipo de pressão.

"É a nossa primeira final", declarou Jorge Jesus na conferência de imprensa de antevisão da partida contra os gregos, treinados pelo português Abel Ferreira.

Descartando a pressão "zero" que sente, uma marca "dos grandes treinadores e equipas", o Benfica tem "responsabilidade de passar a eliminatória", com vista a chegar à fase de grupos.

Sobre a pandemia de covid-19, doença com a qual está infetado o guarda-redes Mile Svilar, Jesus disse que é preciso "saber conviver com a covid-19" e lembrou que, no Flamengo, teve 11 jogadores infetados.

Ainda assim, o lado negativo da pandemia prende-se com os jogos à porta fechada, defende o técnico, porque este sistema, a uma só mão e sem adeptos, "não beneficia ninguém, nem quem joga fora nem quem joga em casa".

Falta "a mesma adrenalina", afiançou, mas ainda assim este primeiro jogo oficial dos lisboetas "é uma final", que se enquadra na ambição de Jesus e do Benfica de "chegar o mais longe possível nas competições europeias".


Benfica e PAOK jogam na terça-feira, em Salónica, a partir das 19:00, num encontro que será dirigido pelo alemão Felix Brych.

O vencedor desta eliminatória, que será decidida num só jogo, apura-se para o play-off da Liga dos Campeões, no qual terá pela frente os russos do Krasnodar, já em eliminatória disputada a duas mãos.