Desporto

US Open: Dominic Thiem conquista primeiro major em Nova Iorque

USA Today Sports

Depois de três finais perdidas, duas em Roland Garros e no Open da Austrália, austríaco vence o primeiro torneio de Grand Slam numa partida que durou quatro horas e dois minutos.

O tenista austríaco Dominic Thiem conquistou hoje o seu primeiro título do Grand Slam, ao vencer o Open dos Estados Unidos, segundo major da temporada, numa final disputada com o alemão Alexander Zverev, em Flushing Meadows.

Naquela que foi a sua estreia na final do major norte-americano, aos 27 anos, o número três do ranking ATP derrotou o germânico (7.º ATP), em cinco sets, pelos parciais de 2-6, 4-6, 6-4, 6-3 e 7-6 (8-6), ao cabo de quatro horas e dois minutos no Arthur Ashe Stadium.

Dominic Thiem, que já havia disputado três finais do Grand Slam, duas em Roland Garros e no Open da Austrália em janeiro, era apontado como favorito ao triunfo final, mas entrou em court aparentemente nervoso e demasiado errático para conseguir impor o seu jogo frente a um adversário que, ao terceiro jogo da primeira partida, fez o break.

Por cima no marcador e com uma atitude mais agressiva e ofensiva, o campeão das Nitto ATP Finals de 2018, que estava em desvantagem no confronto direto com Thiem (2-7), aplicou na perfeição a sua estratégia com constantes subidas à rede e, ao sétimo jogo, voltou a quebrar o adversário para fechar o primeiro set por 6-2.

Na segunda partida, Zverev voltou a ser superior, enquanto Dominic Thiem continuava a cometer muitos erros não forçados e a permitir a quebra de serviço no terceiro e quintos jogos. Apesar de ter evitado quatro set points, o austríaco não conseguiu impedir o alemão de encerrar o set por 6-4 e com uma vantagem de 2-0 no marcador.

Quando a vitória parecia não escapar a Alexander Zverev, o tenista natural de Viena elevou o nível do seu jogo e devolveu de imediato o break sofrido novamente no terceiro jogo da terceira partida para continuar a lutar pela final. E, dispondo de dois set points no 10.º jogo, não hesitou e ganhou o seu primeiro set, por 6-4, obrigando Zverev a permanecer em 'court'.

Adiada a decisão do título, o quarto 'set' mostrou um maior equilíbrio entre os dois amigos, que só foi quebrado no oitavo jogo, quando Thiem quebrou Zeverev para ficar por cima e, por 6-3, estabelecer a igualdade no marcador (2-2).

Na quinta e última partida, o ascendente que o austríaco demorou a conquistar ao longo do encontro veio ao de cima, precisamente numa altura em que Zverev tinha baixado o ritmo, e entrou logo com um break, anulado, contudo, pelo adversário.

No nono jogo quebrou o germânico, ao segundo break point, igualou a contenda, mas desperdiçou a oportunidade para, no seu serviço, fechar por 7-5, permitindo o tie-break, o primeiro numa final na história do torneio, que acabou por cair para o seu lado (8-6).

Apesar de ter acabado diminuído fisicamente, depois dos 55 erros não forçados, e oito duplas faltas, face aos 43 winners, Dominic Thiem tornou-se no primeiro austríaco a vencer o US Open e o primeiro a ganhar um torneio desde Thomas Muster em Roland Garros em 1995.