Desporto

Jogador do Hamburgo sobe à bancada para agredir um adepto

Hannibal Hanschke

Momento foi registado em vídeo e terminou em agressões.

Numa altura em que as autoridades alemãs começam a permitir a presença de público nos estádios de futebol, um momento insólito numa partida para a Taça da Alemanha está a correr o mundo. Isto porque um jogador do Hamburgo subiu à bancada para agredir um adepto, sem máscara nem distanciamento social.

Na segunda-feira, o Dynamo de Dresden bateu o Hamburgo por 4-1 na primeira eliminatória da Taça da Alemanha, jogo onde estiveram presentes cerca de 10 mil adeptos nas bancadas, numa altura em que aquele país testa o regresso do público aos jogos de futebol.

Após a derrota, o jogador do Hamburgo Toni Leistner dirigiu-se à zona da “flash interview”, a poucos metros da bancada, para prestar declarações aos jornalistas. Terá sido nessa altura insultado por um adepto rival.

Sem conseguir ignorar, o futebolista interrompeu a entrevista para se dirigir à bancada, empurrando o adepto. O momento obrigou à intervenção de outros adeptos e de elementos da equipa de segurança.

O episódio está a correr mundo e ganhou dimensão pelo facto de Toni Leistner não ter mantido o distanciamento social nem ter utilizado máscara de proteção quando confrontou o adepto.

Entretanto, o jogador desculpou-se no Twitter, dizendo que não voltará a reagir da mesma maneira, “independentemente dos insultos que me forem dirigidos”. O Dynamo de Dresden, clube onde o jogador também já jogou, emitiu um comunicado a reprovar o comportamento do antigo futebolista, mas criticando também o comportamento “vergonhoso” do adepto, que tentará identificar.

“Toni Leistner é um menino de Dresden que tem o coração no lugar certo", escreveu o clube.