Desporto

Castigo de Raúl Silva: suspenso por dois jogos e multa superior a 1.500 euros

Raúl Silva do Sporting de Braga

Miguel Vidal

Jogador do Sporting de Braga foi expulso no jogo frente ao FC Porto.

O defesa do Sporting de Braga Raúl Silva foi punido com dois jogos de suspensão devido a "injúrias e ofensas à reputação" contra a equipa de arbitragem do encontro frente ao FC Porto, anunciou hoje o conselho de disciplina.

"O jogador foi expulso por utilizar linguagem injuriosa e grosseira", referiu o órgão de disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), especificando que, já depois de ter sido substituído, ofendeu o árbitro João Pinheiro, tendo ainda dirigido injúrias ao quarto árbitro quando se dirigia para o túnel de acesso ao balneário.

Além da suspensão por duas partidas, devido ao vermelho direto que viu no jogo no estádio do Dragão, que os 'azuis e brancos' venceram por 3-1, o futebolista brasileiro vai ter de pagar uma multa superior a mil euros.

Já o fisioterapeuta Rui Sousa, do FC Famalicão, que defrontou o Benfica (vitória por 5-1 das 'águias'), foi suspenso por 22 dias por causa da "lesão da honra e da reputação e denúncia caluniosa" do árbitro Luís Godinho, informou o conselho de disciplina em comunicado, referindo que o responsável "utilizou gestos e/ou linguagem ofensiva, insultuosa ou abusiva ao gritar para o árbitro".

Rui Sousa foi ainda condenado a pagar uma multa de 1.530 euros.

Já Rafael Defendi, do Farense, foi suspenso por uma partida devido ao vermelho direto que viu durante o encontro frente ao Moreirense, que terminou com a vitória dos minhotos (2-0).

"O agente foi expulso porque tocou deliberadamente a bola com a mão, anulando uma clara oportunidade de golo para a equipa adversária", sublinhou o conselho de disciplina, que aplicou uma multa de 21 euros ao atleta.