Desporto

Roland Garros. Djokovic e Sofia Kenin apurados para os quartos de final

Gonzalo Fuentes

O torneio de ténis decorre em Paris.

Djokovic segue nova geração para os 'quartos' em Paris

O tenista sérvio Novak Djokovic seguiu esta segunda-feira o grego Stefanos Tsitsipas e o russo Andrey Rublev, dois jogadores da nova geração, rumo aos quartos de final de Roland Garros, terceiro 'major' da temporada, que decorre em Paris.

O número um mundial, campeão do 'major' francês em 2016, eliminou o russo Karen Khachanov, 16.º colocado do 'ranking' ATP, em três renhidos 'sets', pelos parciais de 6-4, 6-3 e 6-3, para assegurar pela 14.ª vez a presença nos quartos de final de Roland Garros, igualando o registo do espanhol Rafael Nadal, 12 vezes campeão em Paris.

"Foi um encontro muito mais equilibrado do que pode parecer pelo resultado e as estatísticas. Uma vitória em três 'sets', mas muito equilibrados. Consegui quebrar a resistência dele sempre a caminho do final de cada 'set' e estou contente pela forma como fechei o encontro", explicou o sérvio, de 33 anos, que procura conquistar o 18.º título do 'Grand Slam'.

O próximo adversário de Djokovic, que acedeu pela 47.ª vez aos quartos de final de um 'major', é o espanhol Pablo Carreño-Busta (18.º ATP), campeão do Estoril Open de 2017, após o triunfo deste frente ao alemão Daniel Altmaeir (186.º ATP), a jogar pela primeira vez, aos 22 anos, o quadro principal de Roland Garros, em três 'sets', com os parciais de 6-2, 7-5 e 6-2.

Num dos duelos mais aguardados da jornada de hoje, o grego Stefanos Tsitsipas, número seis do 'ranking' ATP, impôs-se ao búlgaro Grigor Dimitrov (20.º ATP) em apenas três partidas, com os parciais de 6-3, 7-6 (11-9) e 6-2, depois de um segundo 'set' muito disputado.

"O ´tie-break' foi muito tenso e acabou por ser o momento decisivo do encontro. Estou contente por ter jogado bom ténis e não ter entrado em pânico. Mantive-me concentrado, sem arriscar muito e lutar ponto a ponto. Penso que funcionou bem", explicou Tsitsipas.

O jovem helénico, de 22 anos, que teve de salvar três 'set points' no 'tie-break' da segunda partida, garantiu a estreia entre os oito finalistas de Roland Garros, e apenas a segunda vez em torneios do 'Grand Slam', após o Open da Austrália em 2019, e marcou encontro com o russo Andrey Rublev, com quem perdeu há uma semana na final do ATP 500 de Hamburgo.

Ao contrário de Tsitsipas, campeão do Estoril Open de 2019, o jovem russo (12.º ATP), também de 22 anos, passou por um duro teste frente ao húngaro Marton Fucsovics (63.º ATP), que só cedeu a passagem à fase seguinte da prova ao cabo de três horas e 54 minutos em quatro 'sets', pelos parciais de 6-7 (4-7), 7-5, 6-4 e 7-6 (7-3).

Depois de entrar no 'court' Suzanne-Lenglen a perder a primeira partida, Andrey Rublev conseguiu elevar o nível do seu jogo para alcançar, pela segunda vez na carreira, o acesso aos quartos de final de um 'major', após a presença entre os oito finalistas do recente US Open, e um novo desafio com Tsitsipas, sobre quem domina (2-0) no confronto direto.

Na competição feminina, a checa Petra Kvitova, número 11 da hierarquia WTA, foi a primeira jogadora a garantir a permanência em prova, ao eliminar nos oitavos de final a chinesa Shuai Zhang (40.ª WTP), em dois 'sets', com os parciais de 6-2 e 6-4.

Graças ao triunfo, a bicampeã do 'Grand Slam', com vitórias em Wimbledon em 2011 e 2014, confirmou o seu regresso aos quartos de final na terra batida parisiense, depois de 2012, e um encontro com a alemã Laura Siegemund, que afastou a espanhola Paula Badosa, por 7-5 e 6-2, para se estrear entre as oito finalistas de um 'major'.

Já a norte-americana Sofia Kenin, sexta colocada no 'ranking' WTA e campeã do Open da Austrália, apesar de ter cedido o primeiro 'set', conseguiu recuperar da desvantagem ante a jogadora da casa Fiona Ferro (49.ª WTA) e, por 2-6, 6-2 e 6-1, vai disputar pela primeira vez os quartos de final em Paris, num dia em que o encontro entre a tunisina Ons Jabeur e a também norte-americana Danielle Collins foi adiado para terça-feira, devido à chuva.

Sofia Kenin bate Fiona Ferro 2-1 e está nos 'quartos' de Roland Garros

A tenista norte-americana Sofia Kenin, quarta cabeça de série, apurou-se esta segunda-feira para os quartos de final do torneio de Roland Garros, ao vencer a francesa Fiona Ferro por 2-1, com os parciais de 2-6, 6-2 e 6-1.

A sexta jogadora do 'ranking' WTA impôs-se em 1:47 horas à gaulesa, 49.ª do mundo, e agora vai defrontar a vencedora do encontro entre a compatriota Danielle Collins, 57.ª jogadora mundial, e a tunisina Ons Jabeur, 35.ª.