Desporto

Movimento "Servir o Benfica" junta-se à campanha de Noronha Lopes

O candidato às próximas eleições do Sport Lisboa e Benfica, João Noronha Lopes, fala durante a conferência de imprensa de apresentação da sua candidatura, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa

TIAGO PETINGA

Movimento apela a que Rui Gomes da Silva siga o mesmo caminho.

O movimento 'Servir o Benfica', liderado por Francisco Benítez, desistiu esta terça-feira da candidatura às eleições para os órgãos sociais do Benfica para apoiar João Noronha Lopes e apelou a que Rui Gomes da Silva siga o mesmo caminho.

"Hoje, o Movimento Servir o Benfica chegou a um entendimento com a candidatura de João Noronha Lopes 2020", refere o comunicado emitido na página oficial do movimento no Facebook, frisando que Noronha Lopes "esteve no lado certo de um dos mais históricos atos eleitorais do clube, em outubro de 2000", quando integrou a lista de Manuel Vilarinho, que acabaria por derrotar João Vale e Azevedo naquele escrutínio.

O 'Servir o Benfica' acredita que a equipa de João Noronha Lopes poderá colocar o clube da Luz "no lugar que merece" e revelou que o empresário aceitou incluir algumas propostas do movimento no seu programa, como é o caso da revisão dos estatutos do clube até final de 2021 ou do regulamento geral, que data de 1968.

Perante a união das duas candidaturas, Francisco Benítez, que liderava o movimento 'Servir o Benfica', aceitou o convite para presidir à Mesa da Assembleia-Geral, caso Noronha Lopes vença o escrutínio de dia 30 deste mês, recusando, contudo, outros cargos na futura estrutura do clube.

"Não queremos nem quisemos nenhum lugar na direção do clube, nem na administração da SAD. Não foi esse, nem será, o intuito da aceitação da participação numa candidatura conjunta", esclareceu o movimento.

Tendo em conta que "a grande maioria dos associados do clube pretende uma mudança", o 'Servir o Benfica' voltou a defender "um entendimento para a construção de uma frente comum com a força suficiente para alcançar a mudança de rumo" no emblema lisboeta, que é liderado por Luís Filipe Vieira desde 2003.

Desta forma, o movimento deixou um apelo a um dos candidatos, Rui Gomes da Silva, "cujo benfiquismo nunca poderá ser questionado", pedindo-lhe que "se torne um dos mais importantes apoiantes da candidatura de João Noronha Lopes".

"Neste momento fulcral da história do clube, em que urge terminar com o ciclo de 17 anos de Luís Filipe Vieira, só a união de todos os que defendem a mudança servirá os interesses do Sport Lisboa e Benfica", manifestou o 'Servir o Benfica'.

As eleições para os órgãos sociais do Benfica para o quadriénio 2020-2024 estão agendadas para 30 de outubro.

Além do atual presidente, Luís Filipe Vieira, concorrem ao escrutínio João Noronha Lopes, Rui Gomes da Silva e Bruno Costa Carvalho.

Vieira foi eleito presidente do Benfica em 2003, sucedendo a Manuel Vilarinho.