Desporto

Multidão no último adeus a Diego Maradona

Tomás Pires

Tomás Pires

Editor de Imagem

Sepultado num cemitério privado nos arredores de Buenos Aires onde estão também os pais.

Maradona foi esta quinta-feira sepultado num cemitério privado nos arredores de Buenos Aires, na Argentina, onde estão também os pais.

Durante o cortejo fúnebre, o corpo do ex-jogador de futebol Diego Maradona foi acompanhado por um forte dispositivo policial, bem como uma enorme multidão espalhada pelas ruas.

Horas antes, um milhão de pessoas passou pelo Palácio presidencial, onde estava o corpo de El Pibe.

Foi um misto de emoções, desde choro, alegria e gritos de saudade. Houve também momentos em que os ânimos se exaltaram e a polícia teve de intervir.

Diego Armando Maradona morreu na quarta-feira, aos 60 anos, vítima de uma insuficiência cardíaca aguda.

  • O planeta em que todos vivemos

    Futuro Hoje

    O Planeta Lourenço terá que ser ainda mais simples e eficaz na mensagem. É um risco. Frequentemente, quando me mostram aparelhos ou programas as coisas falham, é o que chamo de síndrome da demonstração. Mas isto acontece na vida real, é assim que vamos fazer.

    Opinião

    Lourenço Medeiros