Desporto

Atletismo russo pode ser "reabilitado" se cumprir reformas até 1 de março

Em março, a World Athletics anunciou que Moscovo poderia enviar até 10 atletas neutros aos Jogos Olímpicos, Mundiais e Europeus.

A World Athletics abriu esta quarta-feira as portas à reabilitação da Federação de Atletismo da Rússia, excluída desde 2015 das provas internacionais por conivência com o doping, caso esta aplique um conjunto de reformas até 1 de março de 2021.

"Se o recém-eleito presidente da federação, Pyotr Ivanov, fizer os esforços necessários e assumir o apoio dos decisores de Moscovo e nas regiões, os nossos especialistas vão ajudá-lo a conseguir a reintegração no Atletismo Mundial e o regresso dos atletas russos para a arena internacional", revelou o chefe do grupo de trabalho sobre a Rússia.

Rune Andersen, que falava por videoconferência, assumiu que se o plano estratégico for cumprido, o painel que lidera fará uma recomendação positiva ao conselho da World Athletics e tudo isto "pode fazer-se antes de 1 de março", destacando que essa será mesmo a "data limite".

O plano com objetivos "claros" e "compreensíveis" contará com o contributo de quem já está a ajudar, o australiano Peter Nicholson, perito em doping, e o advogado lituano Valdas Stankevicius, aos quais se junta a antiga subdiretora do laboratório antidoping russo, Margarita Pajnotskaya.

A atitude "sensível e compreensiva" que os novos dirigentes da federação estão a revelar pode ajudar a Rússia, que ainda não sabe se poderá apresentar atletas a competir como neutros nas competições internacionais.

"Devemos esperar e ver como evolui a situação. Mas essa possibilidade existe", assumiu Rune Andersen.

Sete atletas terão sido incluídos num grupo apto a competir em 2021, entre os quais três campeões do mundo, a tripla campeã do salto em altura, Maria Lasitskene, a de salto à vara, Anzhelika Sidorova, e o dos 110 metros barreiras, Serguei Shubenkov.

O recém-eleito presidente da federação, que liderava a federação de triatlo, assumiu logo após a sua eleição que se vai reunir com este trio, muito crítico do organismo pelos seus fracassos na luta contra o doping.

Em março, a World Athletics anunciou que Moscovo poderia enviar até 10 atletas neutros aos Jogos Olímpicos, Mundiais e Europeus.

  • Esqueçam o atrás...

    Tenham noção

    O recado de Rodrigo Guedes de Carvalho sobre redundâncias. Tenham noção que dizer ou escrever "há cinco anos atrás", "subir para cima" ou "descer para baixo" é desnecessário.

    SIC Notícias