Desporto

UEFA decide retomar jogo PSG-Basaksehir e abrir investigação

IAN LANGSDON

O encontro foi interrompido por acusações de um ato racista do quarto árbitro a um elemento da equipa técnica turca.

Na sequência do incidente no jogo da Liga dos Campeões de futebol entre o Paris Saint-Germain e o Basaksehir, a UEFA decidiu esta terça-feira que a partida será retomada na quarta-feira com uma nova equipa de arbitragem.

"Na sequência do incidente ocorrido no jogo desta noite da Liga dos Campeões entre o Paris Saint-Germain FC (PSG) e o Istanbul Basaksehir FK, a UEFA decidiu, excecionalmente, e após negociação com os dois clubes, que sejam disputados os restantes minutos da partida na quarta-feira, a partir das 18:55 (17:55 em Lisboa), com uma nova equipa de arbitragem", anunciou o organismo máximo do futebol europeu, em comunicado.

Além da decisão de retomar o jogo, a UEFA informou que irá imediatamente abrir uma investigação sobre o incidente que esteve na origem da interrupção do jogo entre o PSG e o Basaksehir.

O encontro, da sexta jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões, foi interrompido esta terça-feira por alegado insulto racista do quarto árbitro a um elemento da equipa técnica turca.

O incidente ocorreu aos 14 minutos do jogo, quando o quarto árbitro, o romeno Sebastian Costantin Coltescu, deu sinal ao árbitro principal, o seu compatriota Ovidiu Hategan, para expulsar o treinador adjunto do Basaksehir Pierre Webo, tendo este se queixado que o elemento da equipa de arbitragem utilizou a expressão 'negro', recusando-se a sair do campo e questionando: "Where is the 'negro'? (Onde está o 'negro')."

Após vários minutos, o 'staff' da equipa turca e os jogadores, seguidos pelos do PSG, decidiram abandonar o relvado, numa altura em que o jogo estava empatado 0-0.

  • 1:16