Desporto

Benfica lamenta morte de Rui Viana e lembra ligação a geração de jogadores

Carl Recine

Rui Viana morreu este domingo de forma súbita, tinha 26 anos.

O Benfica lamentou hoje a morte súbita do preparador físico Rui Viana, aos 26 anos, lembrando a ligação do fisiologista ao clube na época de 2016/17, então na equipa técnica dos juniores.

"Rui Viana fez parte do elenco liderado por João Tralhão (finalista da UEFA Youth League em 2017) e contribuiu para a formação desportiva de vários jogadores hoje reconhecidos nacional e internacionalmente, como João Félix, Rúben Dias, Jota, Florentino, Diogo Gonçalves, Gedson Fernandes, entre outros", sublinha o clube lisboeta.

Também o Desportivo de Chaves, clube de Rui Viana na última época, antes de trabalhar durante a atual no Vitória de Guimarães, lembrou a juventude do fisiologista, manifestando pesar e condolências à família e amigos.

Varzim, Académica e Sporting de Braga, outros clubes no percurso do preparador, juntaram-se no pesar, lembrando o contributo de Rui Viana.

"Na memória fica um profissional muito dedicado que nos deixa demasiado cedo", sublinhou a Académica.

Rui Viana morreu hoje, de forma súbita, informou o Vitória de Guimarães, clube em que o preparador desempenhava funções com a equipa seniores, depois de nas duas últimas épocas ter chegado ao escalão sénior na Académica e no Desportivo de Chaves.

  • A árdua experiência com a sustentabilidade 

    Mundo

    E se alguém lhe dissesse que passaria a viver num quarto, com eletricidade apenas para pequenos utensílios domésticos, sem aquecimento central, ar condicionado ou água quente. Teria apenas três conjuntos de roupa, sem máquina de lavar ou secar, faria dieta local sem produtos de origem animal e não andaria de automóvel nem de avião?

    Opinião

    João Abegão