Desporto

Futebolista Quincy Promes detido por suspeita de esfaqueamento de um familiar

Carl Recine

Nos Países Baixos, a pena máxima para um delito de lesões graves decorrentes de uma agressão física é de quatro anos.

O internacional holandês Quincy Promes, futebolista do Ajax, foi detido por alegadamente ter esfaqueado em familiar em julho, informaram hoje os meios de comunicação holandeses, citando fontes policiais.

De acordo com o diário De Telegraaf, após uma forte discussão no decurso de uma celebração familiar, Promes esfaqueou a vítima no pescoço, com esta a ficar gravemente ferida. Alguns nos presentes na festa interpuseram-se entre os dois, o que teria impedido um desfecho mais grave.

O incidente teria acontecido num armazém, propriedade de Promes, localizado em Abcoude, uma pequena povoação na província de Utrecht.

A denúncia foi apresentada em novembro e deu origem "a uma investigação que conduziu a uma detenção esta manhã", informou fonte policial, citada por aquela diário.

Nos Países Baixos, a pena máxima para um delito de lesões graves decorrentes de uma agressão física é de quatro anos.

O avançado, de 28 anos, representou a seleção holandesa em 40 jogos, nos quais marcou sete golos. Profissional desde 2012, no Twente, passou ainda pelo Spartak de Moscovo e Sevilha, antes de assinar pelo Ajax, em 2019/20.