Desporto

Morreu o antigo selecionador francês Gérard Houllier

Ted S. Warren/ AP

Além de vários clubes em França e da seleção gaulesa, Houllier também trabalhou em Inglaterra.

O antigo selecionador francês de futebol Gérard Houllier morreu esta segunda-feira, aos 73 anos, informaram Lens e Paris Saint-Germain, dois dos vários clubes que foram orientados pelo treinador francês.

Os dois clubes confirmaram a notícia publicada na edição na Internet do jornal desportivo L'Équipe, na qual se assinalava que o ex-treinador tinha sido recentemente submetido a uma operação à aorta num hospital de Paris.

Além de vários clubes em França e da seleção gaulesa, Houllier também trabalhou em Inglaterra, tendo treinado o Aston Villa e o Liverpool, pelo qual conquistou dois títulos europeus: a Taça UEFA e a Supertaça, ambos em 2001.

Em França, Houllier sagrou-se campeão no comando do Paris Saint-Germain, em 1986, conquistando o primeiro título da história do clube parisiense - atual grande dominador da modalidade no país -, bem como do Lyon, em 2006 e 2007.


No Liverpool, viveu um ano de sucesso quase absoluto em 2001, no qual, além dos dois títulos continentais, também ergueu a Taça de Inglaterra, a Taça da Liga e a Supertaça inglesa, tendo apenas falhado a conquista do campeonato da época 2000/01, alcançada pelo Manchester United.


No comando da seleção francesa teve menos sucesso, quer como adjunto de Michel Platini, entre 1988 e 1992, quer como selecionador principal, tendo orientado os 'bleus' durante apenas 12 jogos, dos quais resultou um falhanço histórico na qualificação para o Mundial de 1994.


Sem nunca ter sido futebolista profissional, Houllier construiu uma longa carreira como treinador e 'manager', desde o início dos anos 80 do século passado, no Lens, até à época 2010/11, quando deixou o Aston Villa e o mundo do futebol.