Desporto

Liga repudia atos de vandalismo contra estabelecimento do árbitro Manuel Mota

Defende que os autores sejam responsabilizados.

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional repudiou este domingo os atos de vandalismo contra o estabelecimento comercial do árbitro Manuel Mota, defendendo que os autores sejam responsabilizados.

O Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) revelou hoje que o estabelecimento comercial do árbitro Manuel Mota foi vandalizado durante a madrugada.

Manuel Mota, da associação de Braga, foi o quarto árbitro na final da Taça da Liga, no sábado, entre o Sporting e o Sporting de Braga, que os leões venceram por 1-0, com um golo do espanhol Pedro Porro.

"A Liga (...) vem expressar o seu mais profundo repúdio pelos mesmos [atos de vandalismo]. Estes atos são condenáveis em quaisquer circunstâncias. Esperamos que os autores deste ato de vandalismo sejam identificados e responsabilizados", refere a Liga de clubes em comunicado.

Segundo o jornal Vilaverdense, o talho que Manuel Mota tem em Vila Verde foi apedrejado, o que causou vários danos no estabelecimento.

Manuel Mota está nomeado para dirigir na segunda-feira o jogo entre o Farense e o FC Porto, da 15.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, que será disputado em Faro.