Desporto

Tiger Woods. Autoridades admitem excesso de velocidade 

Acidentes rodoviários na estrada em que aconteceu o capotamento são comuns. 

Passava pouco das sete da manhã em Los Angeles quando o alerta foi dado por um morador. As autoridades explicam que a zona é propícia a acidentes, mas acreditam que o golfista estaria em excesso de velocidade dada a distância que o carro percorreu.

Em conferência de imprensa, negaram suspeitas de embriaguez e a contribuição das condições meteorológicas para o capotamento. Salientaram que não há marcas de travagem no chão e que, pela orografia da estrada, é fácil ultrapassar os limites de velocidade.

O golfista teve de ser desencarcerado pelos bombeiros, foi assistido no local e acabou por ser hospitalizado.

Sofreu vários ferimentos em ambas as pernas e foi operado de urgência. O agente que o socorreu diz que encontrou Tiger Woods lúcido e calmo, com o cinto de segurança colocado, mas sem forças para conseguir levantar-se.

A imprensa americana garante que o golfista não está em risco de vida, apesar do aparatoso acidente.

O automóvel de Woods foi o único carro envolvido no acidente e o atleta viajava sozinho. Estava em Los Angeles como anfitrião de um campeonato de golf que decorreu no fim de semana. E ainda recuperava da quinta cirurgia às costas, realizada a 23 de dezembro.

Tiger Woods tem 45 anos, é dos atletas mais bem remunerados do mundo e um dos grandes nomes da história do golfe. Conquistou 82 títulos no circuito norte americano e 15 'majors'.