Desporto

Sérgio Conceição admite que "nada justifica as atitudes" no desentendimento com Paulo Sérgio

LUIS FORRA

Desentendimento aconteceu há duas semanas no jogo com o Portimonense, da 24.ª jornada da I Liga.

O treinador do FC Porto lembrou esta sexta-feira o desentendimento há duas semanas com o técnico Paulo Sérgio, no jogo com o Portimonense, da 24.ª jornada da I Liga de futebol, admitindo que "nada justifica as atitudes de ambos".

Na antevisão da partida com o Santa Clara, da 25.ª ronda do campeonato, Sérgio Conceição quis colocar um ponto final do tema e esclareceu o que aconteceu no Algarve, aquando da expulsão dos dois treinadores durante o jogo.

"Agradeço ao Paulo Sérgio as palavras que teve para comigo e para com o FC Porto. Quero desejar as maiores felicidades ao Portimonense e ao Paulo Sérgio, não quero que sejam campeões porque nós estamos nessa luta, mas desejo que cheguem a um lugar que lhes permita disputar as competições europeias na próxima época", começou por dizer o treinador portista.

Conceição lamentou, no entanto, o que aconteceu após o incidente e as abordagens que recebeu ao longo da semana.

"Já foi bastante badalado o que aconteceu, dois homens que passaram aquilo que é a linha do aceitável no futebol, foi demasiado da nossa parte. Mas no dia seguinte fomos treinar e a vida continuou, com um episódio não muito positivo da nossa parte. Pior do que isso foi, talvez, de uma forma premeditada, e de uma forma insultuosa, com insultos a mim e à minha família. Chamaram-me arruaceiro, javardo, gentalha, ordinário, delinquente... até que chegaram ao final da segunda semana a falar dos meus pais. E não estão sob emoção - que também não justifica o meu comportamento e do Paulo, nada o justifica - mas penso que é demasiado, é feio", disse.

Apesar disso, o treinador dos 'dragões' garantiu que isso não o afetou em nada.

"Mas se pensam que me podem minimizar naquilo que sou, não conseguem. Só me dão mais força para ser o pai, o filho e a pessoa que sou", assinalou.

Treinadores envolvem-se em discussão acesa

Os ânimos exaltaram-se durante os festejos do segundo golo do Porto, no jogo contra o Portimonense. A SIC teve acesso às imagens que mostram este desentendimento entre os treinadores.

Sérgio Conceição e Paulo Sérgio envolveram-se numa discussão acesa: depois de ter visto o cartão vermelho, o treinador do FC Porto dirigiu-se a Paulo Sérgio.

Os dois técnicos, que quase chegaram a vias de facto, tiverem mesmo de ser agarrados por diversos elementos das equipas. Houve vários empurrões e muita confusão.

Os dois treinadores acabaram expulsos pelo árbitro Rui Costa.