Desporto

António Laureano terá surfado onda com 30,9 metros na Nazaré

"Estou bastante confiante de que vou ter a maior onda do mundo surfada", afirmou António Laureano.

A onda surfada em 29 de outubro de 2020 por António Laureano, na Praia do Norte, na Nazaré, tinha 30,9 metros, segundo a medição de Miguel Moreira, da Faculdade de Motricidade Humana (FMH), esta segunda-feira apresentada.

Perante este cálculo, o 'big rider' português, de 18 anos, acredita que esta onda vai valer-lhe o recorde no Livro do Guinness, que, desde 2017, está na posse do brasileiro Rodrigo Koxa, que, também na praia nazarena, enfrentou uma 'gigante' de 24,4 metros.

O professor da FMH da Universidade de Lisboa Miguel Moreira, responsável pela medição da onda, afirmou esta segunda-feira que foi encontrado "o valor de 30,9 metros", medida que, comparada com as medições que foram feitas a outros surfistas, "é, de facto, o valor mais elevado".

A mediação foi feita através de um programa informático em que é marcada "a 'crista' da onda, que é o ponto mais alto e a sua base", e avaliado o seu tamanho, tendo como "referencial de escala a altura do surfista".

Para isso, foi identificada, nas imagens disponíveis, a 'frame' em que a "massa de água enorme e dinâmica [...] tinha a altura mais alta", explicou o docente.

"Estou bastante confiante de que vou ter a maior onda do mundo surfada", afirmou António Laureano, após a confirmação da medida da onda, que pretende "candidatar ao Guiness [World Records].

Numa conferência de imprensa realizada no Forte de São Miguel, na Praia do Norte, o surfista afirmou ainda que a onda já foi submetida aos prémios XXL da Liga Mundial de Surf (WSL, na sigla inglesa), que premeia anualmente as maiores ondas e "depois definem as ondas que vão para o Guiness".

Em 29 de outubro de 2020, na abertura da temporada de ondas grandes na Nazaré, 'Tony' Laureano surfou em 'tow in' (puxado por mota de água) a onda que lhe poderá valer o recorde, depois de, "antes da sessão, relaxado" ter ouvido "uma vozinha aqui dentro que me dizia que ia apanhar uma das ondas maiores do mundo".

"E apanhei", vincou o jovem 'big rider', filho do veterano Ramon Laureano, que estava na mota de água no dia da aventura.

António Laureano, atualmente a frequentar o 12.º ano, já venceu vários prémios, como o Prémio Revelação Gigantes da Nazaré ou de maior onda na remada da EDP Mar Sem Fim.

  • 2:19