Desporto

Palmeiras de Abel Ferreira perde Supertaça sul-americana para Defensa y Justicia

Ueslei Marcelino

Equipa de Abel Ferreira falhou a conquista da Supertaça sul-americana no desempate por grandes penalidades (3-4), depois do desaire por 2-1 nos 120 minutos.

O Palmeiras, de Abel Ferreira, falhou na quarta-feira a conquista da Supertaça sul-americana de futebol, ao perder com o Defensa y Justicia no desempate por grandes penalidades (3-4), depois do desaire por 2-1 nos 120 minutos, em Brasília.

Após o triunfo por 2-1 em Buenos Aires, os brasileiros adiantaram-se em casa, num penálti de Raphael Veiga, aos 23 minutos, mas os argentinos deram a volta ao resultado, com tentos de Braian Romero, aos 30, e Marcelo Benítez, aos 90+3.

No prolongamento, já com as duas equipas reduzidas a 10, Gustavo Gómez falhou novo penálti para os locais, aos 100 minutos, e os argentinos acabaram por impor-se na 'lotaria', negando ao Palmeiras o que seria o terceiro troféu na 'era' Abel Ferreira, depois das vitórias na Taça Libertadores e na Taça do Brasil.

Resultados da Supertaça sul-americana de futebol:

Segunda mão - Quarta-feira, 14 abr: Palmeiras, Bra - (+) Defensa y Justicia, Arg, 1-2ap, 3-4gp (Raphael Veiga 23gp/ Braian Romero 30, Marcelo Benítez 90+3)

Primeira mão - Quarta-feira, 07 abr: Defensa y Justicia, Arg - Palmeiras, Bra, 1-2 (Braian Romero 58/ Rony 16, Gustavo Scarpa 75)
(+) - Defensa y Justicia vencedor da Supertaça sul-americana de futebol de 2021.

  • Confidentes de alunos e cúmplices de professores: o braço contínuo

    País

    Chamam-lhes “funcionários” porque funcionam. A expressão até parece sugerir que eles são os únicos que “funcionam”, dentro de uma escola. Acalmem-se os tolos. Significa apenas que os “assistentes operacionais”, ou “auxiliares de ação educativa”, títulos mais pomposos do que “contínuos” – expressão que estimo muito - são pau para toda a colher.

    Opinião

    Rui Correia