Desporto

Eleições do Benfica vão ser realizadas com voto presencial

Realizam-se a 9 de outubro.

As eleições do Benfica vão ser realizadas com voto físico em urna. A decisão foi anunciada pelo presidente da Mesa da Assembleia Geral, mas só depois da tensa reunião de sócios de sexta-feira.

Foi a primeira vez que Rui Costa foi confrontado com a contestação dos adeptos. Eram cerca de mil que compareceram a uma Assembleia Geral Extraordinária convocada pelo movimento "Servir o Benfica", cujo líder, é para já, o único candidato às eleições de 9 de outubro.

O movimento queria ver votado na reunião um novo regulamento eleitoral, nomeadamente com recurso ao voto físico e não eletrónico, mas a ordem de trabalhos apenas previa a discussão e apreciação da proposta.

O pedido para a votação foi reiterado no arranque dos trabalhos e novamente negado pelo presidente da Mesa da Assembleia Geral. António Pires de Andrade não permitiu a votação espontânea por considerar que, não constando da ordem dos trabalhos, seria declarada ilegal.

Mais tarde, emitiu um comunicado onde garantia o voto físico, tal como a esmagadora maioria queria e o próprio Rui Costa se mostrou disponível a aceitar, em nome da transparência.

No início da próxima semana, a direção do Benfica, a Mesa da Assembleia Geral e o Movimento Servir o Benfica vão reunir-se para discutir regras para as eleições de dia 9 de outubro.

  • A escola como uma gigantesca perda de tempo

    País

    Pode ser Eva. Fez um teste de Geografia e foi a única da turma a ter negativa. Dos seus olhos formosos e inexpressivos, num rosto negro como o touro do Herberto Helder, ruíram-lhe duas lágrimas. Mas daquelas que represam tanta água - tanta mágoa - que deixam cicatrizes aquosas. 43%.

    Opinião

    Rui Correia