Desporto

Vitória de Guimarães comprou dois jogadores ao FC Porto por 15 milhões de euros

Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães

Paul Childs

Informação consta do relatório e contas da SAD vimaranense para a época 2020/21.

O Vitória de Guimarães, da I Liga portuguesa de futebol, comprou os médios Francisco Ribeiro e Rafael Pereira ao FC Porto por 15 milhões de euros, informa o relatório e contas da SAD vimaranense para a época 2020/21.

Segundo o documento, Francisco Ribeiro, médio de 18 anos, utilizado na presente época em dois jogos da equipa B vimaranense e em dois da formação sub-23, custou 11 milhões de euros, enquanto Rafael Pereira, de 20, utilizado em dois jogos da equipa B, da Liga 3, foi transacionado por quatro milhões.

Francisco Ribeiro e Rafael Pereira

Francisco Ribeiro e Rafael Pereira

As transferências dos jogadores estão incluídas no relatório e contas de 2020/21, apesar de terem sido oficializadas em julho, no decurso da presente temporada.

No mais recente mercado de transferências de verão, os 'dragões' também contrataram ao Vitória dois jogadores que alinharam na equipa B minhota: o defesa central Romain Correia, de 22 anos, e o lateral esquerdo João Mendes, de 21, com os valores a não serem revelados.

Os números do relatório e contas da SAD vitoriana, enviados hoje à imprensa, mostram que a época 2020/21 terminou com um resultado líquido negativo de 8,2 milhões de euros, o primeiro negativo desde 2013/14, e um capital próprio negativo de 3,8 milhões, fruto de um ativo de 57,85 milhões e de um passivo de 61,68 milhões.

Os números patentes no relatório e contas da SAD para 2020/21 vão ser apreciados, discutidos e votados na assembleia-geral da sociedade, marcada para 30 de setembro, no Pavilhão Desportivo Unidade Vimaranense.

  • Vamos falar de jejum: era capaz de ficar 16 horas por dia sem comer?

    País

    O jejum intermitente é um regime alimentar que impõe um período de restrição alimentar. Existem vários modelos, mas o mais conhecido é dividido em 16 horas de jejum e oito horas em que pode comer livremente. Os especialistas reconhecem benefícios nesta prática, mas afirmam que a investigação científica ainda é escassa.

    Exclusivo Online

    Filipa Traqueia