Desporto

Pelé tem alta hospitalar após um mês internado

Kirsty Wigglesworth

Futebolista foi submetido a operação para remover um tumor no intestino.

O antigo futebolista brasileiro Pelé recebeu hoje alta médica, após um mês internado num hospital em São Paulo, onde lhe foi retirado um tumor no intestino, e irá seguir um tratamento com quimioterapia, segundo fontes médicas.

O tricampeão mundial, que completa 81 anos no dia 23 de outubro, está "estável e a ser sujeito a quimioterapia", pode ler-se no último boletim do Hospital Albert Einstein, uma das mais prestigiadas clínicas privadas do Brasil.

Pelé, que saiu do hospital por uma porta diferente da principal, driblando uma dezena de jornalistas nacionais e internacionais que aguardavam pela sua saída, foi internado em 31 de agosto para exames de rotina, que tinham sido adiados devido à pandemia de covid-19, os quais detetaram um tumor suspeito no cólon, tendo sido operado quatro dias depois.

Nos últimos dias, teve tempo e disposição para parabenizar o astro argentino Lionel Messi, depois de este o ter superado como melhor goleador de todos os tempos por seleções sul-americanas.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) exultou hoje com a saída do hospital de Pelé nas suas contas nas redes sociais:

"Esta notícia merece ser muito saudada! O reino do futebol comemora a sua saúde, Rei!".

A saúde de Pelé tinha piorado nos últimos anos devido a problemas de coluna, anca e joelhos, que reduziram a sua mobilidade e o obrigaram a submeter-se a uma cirurgia, além de sofrer algumas crises renais.

Veja também: