Desporto

SAD do Sporting vai avançar com empréstimo obrigacionista de 50 milhões de euros

Em Assembleia Geral, ficou ainda decidido o aumento do salário de Frederico Varandas e membros executivos.

A SAD do Sporting vai avançar com um empréstimo obrigacionista que pode ir até aos 50 milhões de euros. Este foi um dos pontos que esteve em apreciação na Assembleia Geral de quarta-feira, onde os acionistas também aprovaram as contas da SAD relativas à última temporada.

A última época acabou com um resultado negativo de quase 33 milhões de euros. Apesar do Sporting ter conquistado, 19 anos depois, o título de campeão.

Clube justifica contas com a pandemia

O clube de Alvalade justifica o prejuízo com a pandemia, que provocou uma quebra nas receitas de bilheteira devido ao encerramento dos estádios e também à maior contenção dos clubes no mercado de transferências.

Para ajudar a equilibrar as contas, os acionistas deram luz verde a um empréstimo obrigacionista, que pode chegar aos 50 milhões de euros.

As remunerações vão aumentar para os membros executivos da SAD. O salário anual de Frederico Varandas deverá passar dos cerca de 147 mil euros para mais de 180 mil por ano.