Desporto

Roma humilhada na Noruega na maior derrota da carreira de José Mourinho

Fabio Rossi

Em jogo da Liga Conferência Europa.

A Roma foi esta quinta-feira derrotada pelo Bodø/Glimt, na Noruega, por expressivos 6-1, em jogo da terceira jornada do grupo C da Liga Conferência Europa.

Os noruegueses tiveram no avançado Botheim a estrela maior da partida, com um jogo perfeito: fez três golos e assistiu os outros três, que tornaram redundantes o do espanhol Carles Pérez para os romanos, aos 28 minutos.

Antes, já o ponta de lança tinha aberto o marcador, aos oito minutos, antes de lançar Berg para o 2-0, aos 20 minutos, numa altura em que o guarda-redes luso Rui Patrício já tinha feito várias defesas, num jogo desastroso da formação da capital italiana.

Botheim bisou aos 52 e a entrada de vários titulares, lançados por Mourinho face à rotação promovida no 'onze' inicial, de nada valeu, com o avançado a assistir Solbakken (71) e Pellegrino (78) antes de concluir o hat-trick aos 80.

Fabio Rossi

Perder por uma diferença de cinco golos é o pior registo da carreira do treinador português, que também tinha perdido por 5-0 ao comando do Real Madrid com o FC Barcelona, em 2010.

O Bodo/Glimt subiu ao primeiro posto do grupo, com sete pontos em três jornadas, mais um do que a Roma, enquanto CSKA Sófia tem um ponto e o Zorya nenhum, com as duas equipas a defrontarem-se ainda hoje.

  • Esqueçam o atrás...

    Tenham noção

    O recado de Rodrigo Guedes de Carvalho sobre redundâncias. Tenham noção que dizer ou escrever "há cinco anos atrás", "subir para cima" ou "descer para baixo" é desnecessário.

    SIC Notícias