Desporto

Retirada multa à criança que invadiu campo para pedir camisola a Cristiano Ronaldo

Peter Morrison

Addison Whelan, de 11 anos, invadiu o relvado depois do jogo de Portugal com a Irlanda.

A criança que invadiu o campo para ficar com a camisola de Cristiano Ronaldo, depois do jogo entre Portugal e a Irlanda, na quinta-feira, ficou dispensada da multa de 3 mil euros. A multa pela invasão do campo foi retirada pela Associação de Futebol da Irlanda.

"A Associação de Futebol da Irlanda confirma que a jovem adepta Addison Whelan não enfrentará qualquer multa por abordar Cristiano Ronaldo", disse em comunicado.

Addison Whelan, de 11 anos, jogadora de futebol em formação - nos sub-13 do Shelbourne United - escapou à segurança do Estádio Aviva, em Dublin, Irlanda, depois do empate a zero, na quinta-feira, entre as duas seleções. O capitão de Portugal disse aos seguranças para se afastarem e deu a sua camisola à jovem.

Peter Morrison

A adepta irlandesa contou à rádio RTÉ que estava na segunda fila e que conseguiu furar a barreira de segurança.

"Corri para o campo, mas havia seguranças a correr atrás de mim e outros dois a vir do outro canto. Por isso, continuei a correr. Quando vi os outros dois a vir, corri mais ainda para a linha do meio-campo, mas eles apanharam-me".

"Gritei o nome de Ronaldo. Ele virou-se, viu-me, disse para se afastarem e aproximou-se de mim. Eu estava em choque e a chorar", conta.

Addison Whelan acrescenta ainda que disse ao português que era uma "grande fã" e perguntou-lhe se podia ficar com a sua camisola. Cristiano Ronaldo perguntou à rapariga de 11 anos se ela estava bem, tirou a camisola e deu-lhe.

"Foi um sonho tornado realidade", diz Addison Whelan.

A irlandesa, que também pratica boxe, publicou, entretanto, uma fotografia nas redes sociais a utilizar a camisola de Cristiano Ronaldo.

Instagram

Saiba mais