Desporto

Triatleta Ricardo Baptista em terceiro na final de sub-23 dos Europeus de sprint

29.05.2022 00:24

Facebook/Triatlo Portugal

O atleta português contava revalidar o título e até chegar ao pódio na categoria de elite.

O triatleta português Ricardo Batista, que defendia o título europeu de sub-23, terminou este sábado no terceiro lugar do escalão, na final dos campeonatos da Europa de sprint, em Olsztyn, na Polónia.

Ricardo Baptista, campeão europeu de sub-23 há um ano, em Kitzbühel, na Áustria, terminou na oitava posição na final conjunta de elite e sub-23, com o tempo de 23.39 minutos, o equivalente ao terceiro melhor registo no escalão mais jovem.

O atleta português, que contava revalidar o título e até chegar ao pódio na categoria de elite, gastou 3.38 minutos no segmento de natação, 12.28 no de ciclismo, 5.54 no de corrida e o restante nas transições entre modalidades.

Tiago Fonseca foi 27.º posicionado, 15.º na categoria de sub-23, com o tempo de 24.58 minutos (3.43, 13.07 e 6.20 nos três segmentos), numa prova ganha pelo alemão Valentin Wernz, com 23.27, seguido do britânico Barclay Izzard (23.29) e do francês Anthony Pujades (23.30).

O alemão Simon Henseleit foi o sucessor de Ricardo Batista no escalão de sub-23, ao impor-se em 23.32 minutos, à frente do britânico Daniel Dixon (23.37) e do triatleta português.

No setor feminino, Madalena Almeida terminou no nono lugar, com o tempo de 25.44 minutos (4.08 na natação, 12.45 no ciclismo e 6.57 na corrida), com Maria Tomé a concluir a prova no 21.º – 12.º no escalão de sub-23 -, em 26.14 (4.06, 13.25 e 6.42 nos três setores).

A Alemanha dominou a prova, ocupando os dois primeiros lugares, com Nina Eim a terminar com o tempo de 25.12 e a impor-se por quatro segundos à compatriota Lena Meisner (25.16), com a suíça Cathia Schär a fechar o pódio, com 25.21.

Na categoria de juniores, Matilde Santos foi a melhor representante nacional, ao terminar na 11.ª posição, com 27.03 minutos, numa prova vencida pela sueca Tilda Mansson, enquanto no setor masculino Gustavo do Canto foi 24.º classificado, com 25.12, e João Nuno Batista foi 40.º, com 24.44 (na final B), com o francês Léo Fernandez a sagrar-se campeão.

Na corrida de paratriatlo, Filipe Marques ficou à porta do pódio, ao fechar no quarto lugar, em 47.59 minutos, atrás do alemão Martin Schulz, vencedor da prova, e dos britânicos Michael Salisbury e George Peasgood, segundo e terceiro colocados, respetivamente.

Últimas Notícias