Desporto

Bernardo Silva em destaque no empate do Manchester City em Newcastle

Bernardo Silva em destaque no empate do Manchester City em Newcastle
SCOTT HEPPELL

Atual campeão recuperou de uma desvantagem de dois golos.

O português Bernardo Silva marcou e assistiu este domingo no empate do Manchester City em Newcastle (3-3), no encontro da terceira jornada da Liga inglesa de futebol, em que o atual campeão recuperou de uma desvantagem de dois golos.

No mítico estádio de St. James's Park, os 'citizens' até entraram da melhor maneira no desafio, quando o médio ofensivo luso descobriu o alemão Gundogan solto na grande área, para abrir o marcador, aos cinco minutos.

O conjunto de Manchester viria a sofrer um revés, face à saída do central Nathan Akè por queixas físicas, entrando para o seu lugar Rúben Dias, que se juntou ao compatriota João Cancelo na defesa.

A partir daqui, o extremo Saint-Maximin começou a fazer o que quis dos defesas adversários, que concederam tempo e espaço ao francês para duas assistências e consequentes finalizações do paraguaio Miguel Almiron (28) e Callum Wilson (39).

No segundo tempo, o 'golo do jogo' saiu dos 'pés' do lateral Trippier (54), na cobrança de um livre direto, deixando antever que a vitória já não iria fugir à equipa comandada por Eddie Howe, até que tudo mudou em três minutos.

O ponta de lança norueguês Erling Haaland (61) apontou o terceiro golo na prova, com Bernardo Silva (64) a deixar tudo empatado e a colocar muita incerteza no marcador, que acabou por não se alterar.

Arsenal isolado na liderança

Esta igualdade deixa o Arsenal na liderança da competição de forma isolada, com nove pontos, com o City a ser segundo colocado, com sete pontos, os mesmos de Tottenham (terceiro), Leeds (quarto) e Brighton (quinto).

Já os 'magpies' são sextos, com cinco pontos, a par do Fulham (sétimo), treinado pelo luso Marco Silva.

Em Elland Road, o Leeds venceu de forma categórica o Chelsea, que tive uma tarde para esquecer, nomeadamente o guarda-redes Mendy, que facilitou bastante no momento de aliviar a bola da sua grande área, permitindo a Aaronson abrir o marcador, aos 33 minutos.

A equipa comandada por Thomas Tuchel acusou o golo sofrido e, pouco depois, foi o ex-benfiquista Rodrigo (37) a cabecear para o fundo das redes e a piorar o cenário para o Chelsea, que nunca se conseguiu encontrar no jogo da terceira jornada.

Jack Harrison, que tinha servido Rodrigo no segundo tento, viu o espanhol retribuir-lhe a assistência para colocar um ponto final, aos 69 minutos, nas aspirações dos visitantes, que ainda viram o central senegalês Koulibaly receber o segundo cartão amarelo e consequente expulsão.

Desta forma, o Chelsea averbou o primeiro desaire e segue no 12.º lugar, com quatro.

West Ham soma três derrotas

À mesma hora, o Brighton deslocou-se à capital inglesa para agudizar o mau início de época do West Ham, que soma três derrotas em outros tantos encontros na prova.

No London Stadium, os 'seagulls' deram continuidade ao bom momento e abriram o marcador através de um pontapé do argentino Mac Allister, aos 22 minutos, da marca do 'onze' metros, a castigar um falta cometida pelo defesa Thilo Kehrer.

O central alemão, contratado nos últimos dias ao Paris Saint-Germain, é o primeiro jogador a cometer um penálti na sua estreia na Premier League pelo West Ham, desde o português José Fonte contra o Manchester City, em fevereiro de 2017.

No segundo tempo, Pascal Gross tocou de forma sublime para isolar o belga Leandro Trossard, que só com Fabianski pela frente, aumentou a vantagem para 2-0, deixando os 'hammers' no último lugar na classificação, ainda sem pontos, tal como Manchester United (menos um jogo).

Últimas Notícias
Mais Vistos