Desporto

William Carvalho diz estar no momento "mais constante" da carreira

William Carvalho diz estar no momento "mais constante" da carreira
Soccrates Images

O internacional português admite que o Bétis, clube da I Liga espanhola que representa, pode melhorar face à época passada.

O internacional português William Carvalho afirmou hoje que vive o momento "mais constante e mais consistente" da carreira e que o Bétis, clube da I Liga espanhola de futebol que representa, pode melhorar face à época passada.

Com 12 jogos oficiais pelo emblema de Sevilha na temporada em curso, o médio de 30 anos marcou os seus dois primeiros golos de 2022/23 no domingo, no triunfo caseiro sobre o Almería (3-1), para a nona jornada do campeonato, e reconheceu que, à quinta época a jogar na Andaluzia, tem feito "exibições mais regulares".

"É o momento em que estou mais constante, mais consistente [na minha carreira]. Tenho tido exibições mais regulares. É isso que aumenta o valor do jogador. Quero exibições ao mais alto nível. Quero continuar a mostrar o trabalho feito até agora", realçou, numa videoconferência com jornalistas, em que participou ainda o outro futebolista luso do atual quarto classificado de 'La Liga', o guarda-redes Rui Silva.

Sem qualquer golo marcado nos dois primeiros anos com a camisola 'verdiblanca', William Carvalho soma oito desde 2020/21, época em que foi contratado o treinador Manuel Pellegrini, responsável por o adiantar no terreno e deixar as funções mais defensivas para o argentino Guido Rodríguez.

O atleta reconhece que tem "marcado mais" por jogar "mais acima", fenómeno que também já se verifica na seleção portuguesa, mas evita traçar qualquer "meta de golos" para 2022/23 e defende que é preciso valorizar outras tarefas sobre o relvado.

"Para mim, é pacífico jogar seja em que posição for. Fiz a minha formação toda a número '6'. Sempre fui um jogador de construção, de fazer os jogadores jogarem. Hoje tenho aparecido mais à frente. O golo valoriza-nos, mas também é preciso valorizar o passe entre linhas. As minhas exibições não são melhores por terem golos", referiu.

William Carvalho acredita no apuramento para a Liga dos Campeões

Depois do 10.º lugar em 2018/19, temporada de estreia em Espanha, e do 15.º em 2019/20, o Betis obteve um sexto e um quinto lugares sob o comando técnico de Pellegrini, e William Carvalho vinca que o objetivo principal para 2022/23 é repetir o apuramento para as provas da UEFA, mesmo que considere possível atingir um dos quatro primeiros lugares e o consequente acesso à Liga dos Campeões.

"O clube foi evoluindo muito. A qualidade dos jogadores aumentou. Vieram jogadores com mentalidade vencedora. O Bétis luta para jogar as competições europeias (...). Temos de ter mentalidade vencedora de fazer mais e melhor. Temos ambição de melhorar neste ano", salientou, admitindo que também seria "boa" uma classificação acima do rival Sevilha, atual 12.º da tabela.

Internacional luso em 75 ocasiões, William Carvalho diz ter o "sonho" de representar Portugal no Mundial2022, no Catar, entre 20 de novembro e 18 de dezembro, tal como o guarda-redes Rui Silva, que foi convocado para o Euro2020 e conta um jogo pela seleção -- o triunfo sobre Israel por 4-0, em 9 de junho de 2021, num particular.

Rui Silva assume desejo de estar no Mundial do Qatar

"Já participei no último campeonato da Europa. É muito prestigiante fazer parte dos eleitos do selecionador [português]. Estou a trabalhar nesse sentido [de ir ao Mundial2022], sabendo que a concorrência é muito elevada", disse o jogador, que acumula 41 jogos pelo Bétis desde a sua contratação ao Granada, em 2021/22.

O guardião de 28 anos reconheceu até que gostaria de se tornar o "número um" da seleção, mesmo reconhecendo "índices elevados de competitividade e de maturidade" a Diogo Costa, a mais recente "aposta" do selecionador Fernando Santos para a baliza.

Certo de que "cresceu como jogador e como pessoa" com a transferência para o Betis, o guarda-redes assumiu também que "gostaria de jogar a Liga dos Campeões e de conquistar títulos" numa carreira que encara com "muita ambição". Rui Silva confessou também que Karim Benzema, do Real Madrid, é o avançado mais difícil que já defrontou na I Liga espanhola.

"Já joguei contra os melhores jogadores do mundo. Destaco o Benzema. É o avançado que mais me intimidou. Para mim, é o avançado mais completo [do campeonato]. Tem uma qualidade imensa a finalizar e nos movimentos que faz. Mas ainda não joguei contra o Lewandowski [do Barcelona] ", frisa.

Últimas Notícias
Mais Vistos