Desporto

"Inaceitável": treinador do United fala pela primeira vez de atitude de Ronaldo

Cristiano Ronaldo.
Cristiano Ronaldo.
DAVID KLEIN

Internacional português abandonou na quarta-feira o relvado antes do fim da partida com o Tottenham e, por essa razão, o Manchester United afastou Ronaldo do encontro com o Chelsea.

O treinador do Manchester United, o holandês Erik ten Hag, confirmou esta sexta-feira que Cristiano Ronaldo se recusou a entrar em campo no duelo com o Tottenham, da Liga inglesa, e classificou o comportamento do futebolista português de "inaceitável".

"Sim, recusou-se a entrar. Eu sou o treinador, sou responsável pela cultura da equipa, tenho de definir padrões, valores, objetivos e tenho que colocá-los em prática. É a segunda vez que aconteceu, é inaceitável e tem de haver consequências. Foi isso que aconteceu. O comunicado de ontem (quinta-feira) é claro", afirmou Erik Ten Hag.

Mesmo assim, na conferência de imprensa de antevisão do encontro com o Chelsea, também para a 'Premier League', o técnico holandês considerou que Ronaldo continua a ser um "jogador importante" para o Manchester United e que "fará falta" no jogo com o rival de Londres.

"Vamos sentir a falta dele. É pena, mas é importante para a atitude e mentalidade do grupo. Agora, temos de nos focar no Chelsea, que é o mais importante", disse.

O internacional português abandonou na quarta-feira o relvado de Old Trafford antes do fim da partida com o Tottenham (2-0), quando ainda nem estavam decorridos os 90 minutos, sabendo-se agora que recusou ser lançado na partida nos momentos finais. Por essa razão, o Manchester United afastou Ronaldo do encontro com o Chelsea, agendado para sábado.

Esta temporada, o avançado de 37 anos fez apenas 12 jogos, seis dos quais a titular - quatro na Liga Europa -, e marcou dois golos.

Últimas Notícias
Mais Vistos