Desporto

Rúben Amorim analisa maus resultados do Sporting e comenta interesse de clube inglês

Rúben Amorim analisa maus resultados do Sporting e comenta interesse de clube inglês
PEDRO NUNES

Treinador do Sporting analisou, em antevisão do encontro com o Casa Pia, o momento atual dos “leões” e o alegado interesse de um clube inglês.

O treinador do Sporting, Rúben Amorim, admitiu esta sexta-feira, na antevisão ao encontro com o Casa Pia, da I Liga de futebol, que poderá deixar o clube no final da época se a crise de resultados se mantiver.

"Esteja aqui dois dias, dois anos, três anos, no fim do ano eu serei sempre o responsável e, se mantiver, esta cadência de resultados, esta falta de resultados, eu serei o responsável e, se tiver de seguir em frente, sairei. Porque esta foi a exigência que nós metemos no clube e é assim que eu quero funcionar", atirou o técnico, em conferência de imprensa, em Alcochete.

Amorim esclarecia, nesse momento, o que quis dizer quando afirmou que "a culpa não vai morrer solteira", logo após a eliminação na Taça de Portugal, frente ao Varzim, e pediu "desculpa" se tiver deixado "no ar que os responsáveis podem ser outros", o que "não foi justo".

"A responsabilidade é minha. No fundo foi [dizer que] isto ainda não acabou, temos muito para fazer, ainda há títulos para ganhar. No fim de contas, não há problema. Farei a minha avaliação e o responsável serei eu. Neste momento, é ganhar ao Casa Pia e seguir em frente", concluiu sobre o assunto.

Loading...

Amorim e o alegado interesse do Aston Villa

Sobre alegadas negociações do técnico com o Aston Villa, noticiadas hoje pela imprensa inglesa, Ruben Amorim limitou-se a dizer que é treinador do Sporting e "não há nada a dizer sobre isso, mais uma vez".

Mais tarde, voltando ao mau momento dos 'leões' em termos de resultados, reconheceu que "em 14 jogos, perder seis não é habitual" quando, antes, perdeu "muito poucos em duas épocas e pouco", mas garantiu que sempre esteve preparado para lidar com um momento de contestação.

"Mesmo estando em grandes momentos, sempre a ganhar, fui sempre preparando isso, portanto não fui apanhado de surpresa. Sabia que isto podia acontecer, agora tenho a certeza de que conseguimos dar a volta", assumiu.

Treinador dos “leões” não atira a “toalha” ao chão

Ainda assim, mesmo admitindo que "a base" da avaliação no final da época é alta, depois de em 2021/22 ter considerado "escasso" a “passagem aos oitavos de final [da Liga dos Campeões] , o segundo lugar [na I Liga] , a Supertaça e a Taça da Liga”, Ruben Amorim recusou atirar a 'toalha' ao chão.

"O campeonato ainda não acabou, isto pode mudar de um momento para o outro e já vi coisas mais difíceis acontecerem no futebol. O que temos de fazer é começar pelo Casa Pia, mostrar a mesma identidade, aumentar a intensidade e dar tudo para vencer cada jogo. O resto vai tornar-se possível com o tempo", apontou.

O Sporting recebe o Casa Pia, no sábado, em encontro da 10.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol com início marcado para as 20:30, no Estádio José Alvalade, em Lisboa, e arbitragem de Hélder Malheiro (AF Lisboa).

A equipa orientada por Ruben Amorim segue em sexto lugar na classificação, com 16 pontos, e procura vencer para ultrapassar os 'gansos', que ocupam o quarto lugar, com 17, e aproximar-se de pelo menos um dos rivais diretos, Benfica (25 pontos) e FC Porto (22), primeiro e segundo colocados, respetivamente, que se defrontam hoje no Estádio do Dragão.

Últimas Notícias