Economia

CMVM nomeia auditor independente para OPA da Meo sobre a Media Capital

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) anunciou hoje a nomeação de um auditor independente para fixar a contrapartida mínima da oferta pública de aquisição (OPA) lançada pela Meo sobre o grupo Media Capital.

Em comunicado, a CMVM justifica a decisão com a "liquidez reduzida" da Media Capital, "circunstância essa que faz presumir, por si só, a falta de equidade da contrapartida fixada com base nesses valores". Também refere o facto de o preço mais elevado, de acordo com a "melhor estimativa" do oferente à data do anúncio preliminar, vir a ser fixado mediante acordo entre o adquirente e o alienante, através de negociação particular.

A CMVM diz ter pedido à Ordem dos Revisores Oficiais de Contas a nomeação de auditor independente para fixação da contrapartida mínima.

A operadora, do grupo Altice, anunciou em 14 de julho o lançamento de uma OPA abrangendo as ações representativas dos restantes 5,31% do capital do grupo Media Capital, dono da TVI.

A Altice, grupo que comprou há dois anos a PT Portugal, anunciou em julho que chegou a acordo com a espanhola Prisa para a compra da Media Capital, dona da TVI, entre outros meios, numa operação que a empresa espanhola avalia em 440 milhões de euros.

No dia 11 de agosto, o Conselho de Administração da Media Capital, que detém a TVI, considerou que a OPA "é oportuna e que as respetivas condições são adequadas".

Lusa

  • Os tsunamis que arrasaram a Ásia em 2004 e 2011
    25:20