Economia

Gulbenkian deixa de negociar venda da petrolífera Partex com grupo chinês

Nacho Doce

A Fundação Calouste Gulbenkian decidiu pôr termo à negociação que decorria com ao grupo chinês CEFC para a venda da Partex, por considerar que não existem condições para continuar negociações, mas não desiste da alienação da petrolífera.

"Na sequência das notícias recentes vindas a público sobre a situação do grupo chinês e face à incapacidade desta empresa em as esclarecer cabalmente junto da Fundação, concluiu-se que não existem condições para continuar as conversações", anunciou em comunicado a Fundação Calouste Gulbenkian.

No entanto, esclarece que mantém "inalterada a sua opção estratégica relativamente à nova matriz energética", pelo que "a Fundação dará continuidade ao processo de venda da Partex, tendo em conta os melhores interesses da Fundação e da empresa".

Lusa

  • Candidaturas aos Prémios Gulbenkian 2018 abertas até final do mês
    3:54

    Edição da Manhã

    A Fundação Calouste Gulbenkian abriu o processo de candidaturas aos Prémios Gulbenkian 2018. A instituição atribui, anualmente um total de 250 mil euros aos vencedores, num tributo a pessoas e ou trabalhos que têm vindo a contribuir, de forma excecional, para a construção de uma sociedade mais justa e solidária. O prazo para apresentação de candidaturas decorre até ao final do mês. Rui Gonçalves, director de gabinete do presidente da Fundação Calouste Gulbenkian, esteve hoje na Edição da Manhã.

  • No coração da Amazónia
    10:18