Economia

Sonae Capital vai explorar hotel na Estação de Santa Apolónia

Esta concessão vai permitir que a empresa inicie a sua presença em Lisboa.

A Sonae Capital venceu a concessão de instalação e exploração de um hotel no edifício da estação ferroviária de Santa Apolónia, em Lisboa, anunciou esta segunda-feira a empresa ao mercado.

"A Sonae Capital recebeu, da IP - Infraestruturas de Portugal, a adjudicação da subconcessão com vista à instalação e exploração de uma unidade hoteleira no edifício da estação ferroviária de Santa Apolónia, em Lisboa", disse, em comunicado, a dona dos ginásios Solinca.

De acordo com a Sonae Capital, esta oportunidade "enquadra-se na estratégia de aumento do número de unidades em exploração do negócio de hotelaria", permitindo ainda "desenvolver efeitos de rede na operação".

Por outro lado, esta concessão vai permitir que a Sonae Capital inicie a sua presença em Lisboa, "o maior destino turístico de Portugal, com uma operação localizada numa zona central e de elevado potencial".

Segundo os dados avançados pela empresa, até outubro de 2018, a Área Metropolitana de Lisboa recebeu quase 5,4 milhões de hóspedes, ou seja, 29,1% do total nacional, sendo responsável por proveitos globais de 1.003 milhões de euros, ou seja, 31% das receitas totais do país.

O negócio de hotelaria da Sonae Capital conta, atualmente, com cinco unidades, três no Porto e duas em Troia.

"A nova unidade permitirá explorar sinergias entre as várias unidades e destinos, respondendo de forma ainda mais eficaz aos seus clientes que pretendam explorar as duas principais cidades do país e beneficiar de um destino de praia e congressos único como é o caso de Tróia", sublinhou.

O edifício da estação ferroviária de Santa Apolónia vai receber assim uma unidade de quatro estrelas com 120 quartos, sendo para tal realizada "a reabilitação e adaptação das partes sul e poente", cuja área totaliza quase 9.000 metros quadrados.

A abertura da unidade hoteleira está prevista para o primeiro semestre de 2021.

Lusa