Economia

Levi's regressa à bolsa

A marca entrou em bolsa com um preço por ação superior ao que pretendia.

A marca Levi Strauss & Co., mais conhecida por Levi's, estreou-se na Bolsa de Nova Iorque a cotar mais do que o inicialmente proposto pela marca.

O objetivo da marca de calças de ganga era entrar em bolsa com o preço por ação a oscilar entre os 14 e os 16 dólares (12,34 e 14,10 euros), mas acabou por vender mais de 36 milhões de ações a 17 dólares (14, 98 euros) cada. A empresa angariou assim 623 milhões de dólares (548,99 milhões de euros) com a Oferta Pública inicial lançada na quarta-feira.

Esta é a segunda vez que a empresa entra em bolsa, depois de o ter feito pela primeira vez em 1971.

No entanto, a queda dos lucros e a descida do preço das ações levaram a que a Levi Strauss fosse retirada da bolsa em 1984.

A Levi's foi primeiramente tornada pública em 1971, antes de ser privatizada em 1985.

O negócio principal em calças de homem representa uma grande parte do lucro total. No entanto, a Levi's pretende mudar a ideia geral de que é uma marca de calças de ganga, pretendendo entrar em categorias como tops e roupa de mulher, por exemplo.

A empresa planeia, também, expandir-se em mercados-chave como a China, a Índia e o Brasil.

  • Votar? É mais praia...
    2:43

    Europeias 2019

    Em dia de eleições e calor intenso, a praia da região urbana de Carcavelos esteve muito concorrida, com os respetivos engarrafamentos na Avenida Marginal na ida e no regresso. E com os depoimentos dos veraneantes a merecer reflexão.