Economia

Empresas visadas pela Autoridade da Concorrência rejeitam acusação

Foram esta sexta-feira acusadas de uma conduta semelhante à de um cartel.

Contactada pela SIC, a Jerónimo Martins, dona do Pingo Doce, repudia a acusação e diz que vai agora analisar o processo e exercer a defesa.

A Sociedade Central de Cervejas assegura que não cometeu qualquer infração e diz que sempre cumpriu as regras da concorrência.

Posição semelhante à da Superbock, que lembra que ainda não foi tomada uma decisão final neste processo e acusa a Autoridade da Concorrência de ter feito uma interpretação errada dos factos.

AdC fala em concertação de preços

A Autoridade da Concorrência acusou seis grandes cadeias de supermercados e três fornecedores do setor das bebidas de concertarem preços.

Os visados da área da grande distribuição são o Modelo Continente, Pingo Doce, Auchan, Intermarché, Lidl e E.Leclerc. Terão combinado com os fornecedores - Sociedade Central de Cervejas, Superbock e Primedrinks - que todos praticariam o mesmo preço de venda ao público.

  • Do dia da criança ao turismo de natureza no Alentejo
    6:14
  • “Vamos a Jogo” acompanhou Luís Filipe Vieira no dia da reconquista
    15:21