Economia

Cadeias de supermercados e fornecedores negam combinar preços

Cadeias de supermercados e fornecedores negam combinar preços

Empresas visadas arriscam multa que pode chegar a 10% do volume de negócios.

A Autoridade da Concorrência acusou seis grandes cadeias de supermercados e três fornecedores do setor das bebidas de concertarem preços.

As empresas arriscam agora ter de pagar a maior multa alguma vez aplicada em Portugal.