Economia

Estivadores de Setúbal e Sines ameaçam voltar à greve 

Estivadores de Setúbal e Sines ameaçam voltar à greve 

Dizem que ainda não chegaram a acordo com a entidade patronal. 

O terminal XXI é o maior do país e maior empregador de Sines está a trabalhar a meio gás. Aumentos salariais que não chegam, condições de trabalho que se mantém como estavam, por isso não há entendimento entre estivadores e entidade patronal.

Por isso a greve ao trabalho extraordinário já está a prejudicar o abastecimento e a descarga de alguns navios. Em Setúbal o relacionamento entre estivadores e operadores não é muito melhor. As negociações, tendo em vista os aumentos salariais têm sido mediadas pelo governo, mas por enquanto as partes estão distantes, longe de um acordo.

  • Do dia da criança ao turismo de natureza no Alentejo
    6:14
  • “Vamos a Jogo” acompanhou Luís Filipe Vieira no dia da reconquista
    15:21