Economia

António Vieira Monteiro fala em discrepâncias na operação "Boats Caravela"

António Vieira Monteiro fala em discrepâncias na operação "Boats Caravela"

O ex-administrador da Caixa Geral de Depósitos afirma que o que foi aprovado em Conselho de Administração não é o que foi assinado.

António Vieira Monteiro, ex-administrador da Caixa Geral de Depósitos, diz que houve discrepâncias entre o que foi aprovado em Conselho de Administração e o que foi assinado na operação "Boats Caravela".

Os "Boats Caravela" foram um instrumento financeiro que implicava troca de ativos, mas acabou por dar hipótese contratual à contraparte do negócio de colocar nos ativos trocados produtos financeiros de baixa qualidade, que levou a perdas de 340 milhões de euros para a Caixa Geral de Depósitos.