Economia

Portugal colocou 1.023 milhões de euros em dívida a 10 e 26 anos a juros mais baixos

Juros a caírem e de novo para mínimos de sempre no prazo mais curto.

Portugal colocou esta quarta-feira 1.023 milhões de euros, montante abaixo do máximo anunciado, em Obrigações do Tesouro (OT) a 10 e 26 anos, com juros a caírem e de novo para mínimos de sempre no prazo mais curto, foi anunciado.

Segundo a página do IGCP, agência que gere a dívida pública, na agência Bloomberg, foram colocados 753 milhões de euros em OT com maturidade em 15 de junho de 2029 (cerca de 10 anos) à taxa de juro de 0,510%, um novo mínimo de sempre, abaixo da registada em 12 de junho, 0,639%, anterior mínimo histórico. A procura das OT a 10 anos cifrou-se em 1.188 milhões de euros, 1,58 vezes o montante colocado.

No anterior leilão a 10 anos, realizado em 12 de junho, Portugal colocou 625 milhões de euros à taxa de juro de 0,639%, abaixo da do anterior leilão comparável de 08 de maio, com uma procura de 1.128 milhões de euros, 1,80 vezes o montante colocado.

Em OT com maturidade em 15 de fevereiro de 2045 (cerca de 26 anos) foram colocados hoje 270 milhões de euros à taxa de juro de 1,426%, tendo a procura atingido 455 milhões de euros, 1,69 vezes o montante colocado. Em relação ao anterior leilão de OT a cerca de 26 anos, este realizou-se em 14 de março de 2018, quando Portugal colocou 275 milhões de euros à taxa de juro de 1,778% e a procura atingiu 1.661 milhões de euros, 1,70 vezes o montante colocado.

O IGCP, agência que gere a dívida pública, tinha anunciado para hoje a realização de dois leilões de OT com maturidades em 15 de junho de 2029 (cerca de 10 anos) e em 15 de fevereiro de 2045 (cerca de 26 anos) num montante indicativo global entre 1.000 e 1.250 milhões de euros.

Lusa