Economia

Vueling cancela 54 voos que sairiam na sexta-feira do aeroporto de Barcelona

Benoit Tessier

Cerca de 30.000 passageiros vão ser afetados pela nova fase de greves do pessoal de terra da Ibéria.

A companhia aérea de baixo custo Vueling indicou hoje que cancelou 54 voos que deveriam sair na sexta-feira do aeroporto El Prat, em Barcelona, por se manter a convocatória da greve dos trabalhadores de terra da Ibéria.

A empresa já informou os passageiros destes cancelamentos, enquanto está a planear dar a conhecer nas próximas horas o número de voos para sábado, pois também serão afetados pela paralisação.

A Câmara Municipal de Barcelona estima que cerca de 30.000 passageiros vão ser afetados nesta nova fase de greves que o pessoal de terra da Ibéria tem vindo a fazer.

A Ibéria é a empresa responsável por tratar dos serviços de embarque, faturação e carga e descarga de malas de cerca de 30 companhias de aviação que utilizam este aeroporto.

Dos 30.000 passageiros, a maioria são passageiros da Vueling, embora outros sejam da British Airways e da Iberia.

No site da Vueling, a transportadora aérea alerta os passageiros para não se deslocarem ao aeroporto e gerirem a sua situação através do canal de atendimento ao cliente.

A Vueling propõe-se reembolsar os bilhetes aos passageiros, remarcar a data da viagem para outros dias - antes ou depois da greve - ou desviar os passageiros para outros voos.

As greves anteriores dos trabalhadores da Iberia, que se efetuaram entre 27 e 28 de julho e entre 24 e 25 de agosto, levaram ao cancelamento de cerca de 240 voos.

As negociações entre a administração e os funcionários da Iberia Airport Services, subsidiária da Iberia, terminaram abruptamente sem acordo, na quarta-feira, depois de se ter alcançado um compromisso verbal de desconvocação da greve para aqueles dias.

Lusa