Economia

EDP nega abuso de posição e vai recorrer para tribunal da multa de 48 milhões da AdC

Eloy Alonso

Em comunicado, a EDP e a EDP Produção refutam todas as imputações da Autoridade da Concorrência

Eloy Alonso

A Energias de Portugal vai recorrer da decisão da Autoridade da Concorrência de aplicar uma multa de 48 milhões de euros.

"A EDP e a EDP Produção refutam em absoluto as imputações da AdC, que carecem de sustentação factual, jurí­dica e económica", disse a EDP em comunicado.

A EDP-Energias de Portugal nega que tenha abusado de posição dominante e vai recorrer para o tribunal da decisão da Autoridade da Concorrência (AdC), que a condenou a pagar uma coima de 48 milhões de euros (ME).

As duas empresas "estão a analisar esta decisão e respetivos fundamentos e irão recorrer aos meios legais ao dispor para salvaguardarem os seus direitos, nomeadamente através da apresentação de recurso junto do Tribunal da Concorrência, Regulação e Supervisão".

  • “Entregues à Sorte” – Primeiro episódio
    30:41