Economia

China anuncia acordo preliminar com EUA para redução gradual de taxas alfandegárias

China anuncia acordo preliminar com EUA para redução gradual de taxas alfandegárias

Ainda não são conhecidos os pormenores deste entendimento.

O FMI saúda o acordo preliminar entre a China e os Estados Unidos que prevê uma descida gradual das taxas cobradas às importações, que têm estado na base da guerra comercial entre os dois países.

Este novo passo para um entendimento foi anunciado ontem por Pequim, que classifica as negociações entre os dois países como construtivas e sérias. Ainda assim, nem a China nem os Estados Unidos divulgaram até agora detalhes sobre este acordo preliminar.

O FMI, que tem alertado para o impacto desta guerra comercial na economia global, tinha reduzido as previsões de crescimento para os EUA e para a China.

Apesar do avanço nas negociações, recusa rever, para já, o cenário , embora admita que pode vir a melhorá-lo. O porta-voz do Fundo diz que qualquer passo que permita reduzir a tensão entre as duas maiores economias do mundo é positivo, mas ressalva que é preciso conhecer os pormenores deste entendimento.

  • Escolas fazem negócio com refeições
    11:40