Economia

Custos de construção da habitação aumentam em outubro

De acordo com o INE, houve uma variação de 2,3% face ao mês homólogo de 2018.

Os custos de construção de habitação nova aumentaram 2,3% em outubro, face ao mês homólogo de 2018, com os preços dos materiais a subirem 0,3% e o custo da mão-de-obra a crescer 5,1%, divulgou esta segunda-feira o INE.

Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), a variação homóloga de outubro do Índice de Custos de Construção de Habitação Nova foi idêntica à do mês anterior.

No mês em análise, o preço dos materiais e o custo da mão-de-obra aumentaram 0,3% e 5,1%, respetivamente, em termos homólogos, o que compra com 0,5% e 4,9%, pela mesma ordem, em setembro.

Em outubro, o custo da mão-de-obra contribuiu com 2,1 pontos percentuais para a formação da taxa de variação total homóloga do índice, enquanto a componente dos materiais contribuiu com 0,2 pontos percentuais.

Em termos mensais, a taxa de variação do índice de custos de construção de habitação nova foi de 0,1% em outubro, com o preço dos materiais a registar um recuo de 0,1% e o custo da mão-de-obra a progredir 0,4%.

Segundo o INE, as componentes de mão-de-obra e de materiais contribuíram, respetivamente, com 0,2 pontos percentuais e de -0,1 pontos percentuais para a formação da taxa de variação mensal do indicador.

Lusa

  • Número de recuperados da Covid-19 em Portugal quase duplica

    Coronavírus

    O último balanço da DGS dá conta de 311 mortes e 11.730 casos de Covid-19 em Portugal. São mais 16 óbitos e 452 infetados em relação a ontem. A taxa de aumento diário de casos é de 4%, a mais baixa desde o início da pandemia. O número de recuperados subiu de 75 para 140. Nas últimas 24 horas, Espanha registou mais 637 mortes associadas ao novo coronavírus, o valor mais baixo num só dia desde 24 de março. Siga aqui ao minuto as últimas informações sobre a pandemia.

    Direto

    SIC Notícias