Economia

Mota-Engil assina contrato em Moçambique no valor de 365 milhões de dólares

Projeto em causa, num total de cerca de 365 milhões de dólares, vai contemplar a construção de uma ponte cais e de uma plataforma de descarga.

A Mota-Engil, numa parceria com a Besix, assinou um contrato no âmbito do projeto de gás natural liquefeito (GNL), em Moçambique, no valor de 365 milhões de dólares (cerca de 337 milhões de euros), foi esta segunda-feira comunicado ao mercado.

"A Mota-Engil, SGPS, S.A. informa sobre a assinatura, pela Mota-Engil Engenharia e Construção África, numa parceria em 50/50 com a Besix, de um contrato no âmbito do projeto de gás natural liquefeito (GNL), em Cabo Delgado, Moçambique", lê-se no comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

O projeto em causa, num total de cerca de 365 milhões de dólares, que tem como cliente a CCS JV, vai contemplar a construção de uma ponte cais e de uma plataforma de descarga.

De acordo com a construtora, os trabalhos têm uma duração prevista de 32 meses, com início no primeiro semestre de 2020.

"Este novo projeto em Moçambique, que será um dos maiores projetos de GNL a nível mundial na próxima década, confirma este país como um dos principais eixos da dinâmica comercial da Mota-Engil África no continente", apontou.

Na sessão de hoje da bolsa, as ações da Mota-Engil cederam 0,75% para 1,06 euros.

  • 34:18